segunda-feira, 15 de junho de 2015

PERSEGUIÇÃO DAS BORBOLETAS

Olá pessoal! Sentiram saudades? Não, eu sei que não. rs Ultimamente ando sendo "perseguido" por borboletas. Até em Resende-RJ, onde estava nesse final de semana, uma apareceu. Mas isso não é de hoje, na época da Faculdade escrevi um poema falando sobre elas. 

A BORBOLETA

A borboleta saiu
Do meu rosto
E a alegria
Me caiu.

A borboleta voou
Do meu coração
E a tristeza mudou
A minha opinião.

A borboleta saiu
Do meu corpo
E sem ela
Virei um morto.

A borboleta prendeu
A minha boca
E em meu pescoço
Encaixou-se uma forca.

A borboleta saiu
Da minha cabeça
E com isso
Meu otimismo fugiu.

Mas existe uma borboleta
Que nem saiu,
Que nem voou,
Que nem fugiu,
Que nem parou
E a borboleta ficou.

A borboleta da esperança
Que com ela
Não penso mais
Na minha matança.

paposereflexoesms.blogspot.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário