sábado, 13 de fevereiro de 2016

POEMA

"As plantas sofrem como nós sofremos.
Por que não sofreriam
se esta é a chave da unidade do mundo?

A flor sofre, tocada
por mão inconsciente.
Há uma queixa abafada
em sua docilidade..."

(Trecho de "Unidade", de Carlos Drummond, 1996)


Nenhum comentário:

Postar um comentário