segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

SESSÃO NOVOS TALENTOS - LAÍS ÁLVARES

Olá visualizadores e visualizadoras!
Como anda tudo aí no Carnaval, hein? Espero que bem! :)

Antes de começar a postagem queria falar duas coisinhas:
Primeiro, gostaria de agradecer as inúmeras visualizações que vocês têm me proporcionado nas minhas loucuras que sempre coloco aqui. hehehehe Por que faz tempo que não tenho um número abaixo de 100 visualizações. Tudo graças aos meus queridos e queridas! <3
Segundo, queria mais uma vez, como das várias vezes aqui neste blog, me desculpar pelo atraso desta postagem, mas, aproveitando ao feriado prolongado do Carnaval, estou me empenhando no término da reescrita do Pequena Ajuda, livro que não está querendo me abandonar não. hahahaha
Após as considerações iniciais, vamos a postagem né?

Como vocês notaram, eu não fiz esta sessão em Janeiro, devido a indicação do livro "Aos Olhos de Zoe" (mês de março tem resenha! ^^) para E-book, por isso, depois de encontrar um grande talento, resolvi não deixar de divulga-lo, né?
Então vamos a ele?


O talento de hoje é Laís Álvares. A moça de apenas 18 anos, é natural de Pitangui, mas mora na cidade vizinha, Conceição do Pará-MG. Sobre a escrita, sua enorme paixão ela comenta: "Toda forma de manifestação de sentimento, o que chamam de arte , é o lugar no qual sempre me senti completa e realizada, fiz das palavras a maneira para me expressar ao mundo, pois se engolirmos muitas coisas, no fim, a gente se afoga. Através de textos, poesias e livros venho ganhando o meu lugar no mundo." Em seguida, a mineira defini seu outro amor, a fotografia: "hoje meu objetivo é poder dar as pessoas nem que por um segundo a sensação de felicidade em um segundo de vídeo ou de leitura ajudar as pessoas a encontrarem algum motivo para viver e ser feliz,"  Além dessas duas funções, a moça exerce trabalho voluntário no grupo Doutores palhaços de Pitangui, onde é chamada carinhosamente de Doutora Poetinha!
Apesar de ter 60 sites e blogs que vendem o seu primeiro livro, mais 10 publicações no jornal Estado de Minas, e outros jornais da região, participações em eventos literários, Laís nunca se esquece do amor imenso que seus leitores têm por ela, por isso, sempre busca trazer mais projetos literários para aqueles que a acompanham.

Redes sociais:
Facebook - facebook.com/LaisAlvaress
Instagram - @lais_alvares

 
E agora para vocês que querem saber o motivo de eu a ter escolhido para esta sessão, está aqui um texto que a mesma descreve o que é começar a crescer e suas nuances! Boa leitura caro amigo que me visualiza! :)

"Quando pensei num tema para o texto eu quebrei a cabeça e decidi falar algo que acredito que todo mundo passa: A fase de mudanças e com ela vem acompanhado todos os nossos receios.
Eu, sempre no início do ano fico nervosa, sempre fico um pouco melancólica e sempre abro aquela caixinha de lembranças e começo a reviver todos os momentos – bons ou ruins – que marcaram minha vida ou ao longo do ano que se passou, por que querendo ou não é o que vamos chamar de histórias. E sabe, é quando eu penso nisso tudo que eu queria ainda não ter crescido. Dias, como hoje, que a ingenuidade de acreditar que o mundo acaba logo ali depois da esquina me fez falta. Queria, mesmo que por um breve instante, sentir novamente o gosto de ser café-com-leite. Poder ter medo de ir sozinha na cozinha a noite ou de tirar a casquinha do machucado antes da hora. Queria voltar a ter certeza de que independente do que acontecesse, alguém viria me salvar. Só que a gente cresce um pouco e meio que automaticamente queremos o nosso espaço, “ser dono do próprio nariz”. Quer saber? Isso tudo para mim é um pouco solitário. Você tem amigos, sua família continua por perto, mas no final das contas a única pessoa que realmente estará ao seu lado para sempre é você e tudo aquilo que acredita e as causas pelo qual nós decidimos lutar. Mas, na maior parte do tempo, nós aceitamos ser moldados de acordo com o que a sociedade quer, e por não sabermos ainda o sentido da frase “Seja você mesmo”, que vamos aceitando aquilo que as pessoas ACHAM que devíamos ser, mas aí que as coisas começam a mudar, e mudam muito! Você na verdade nunca gostou de roupas cor de rosa, você sempre gostou do mais escuro, você na verdade não quer ser médica, você quer ser cineasta, você nunca gostou de matemática, você gosta mesmo é de literatura ou vice e versa, mas você começa a criar suas próprias opiniões e na maioria das vezes somos taxados como “rebeldes”, mas vou te contar o nome disso, é CRESCER! Crescer é quase como criar camadas. Inventar versões de nós mesmos para que acreditem que estamos prontos, quando na verdade na maior parte do tempo não fazemos a menor ideia do que está acontecendo. E isso acontece com todo mundo, não adianta negar. A realidade lá fora é assustadora e você precisa ser forte, e encarar tudo da melhor maneira possível. Mudar não é ruim. É difícil. Ter opções não é ruim. É mais complicado. O mais assustador de tudo é que o mundo, as pessoas, nunca vai esperar você se sentir preparado e adaptado as suas mudanças, aí você percebe que a maioria do seu trajeto você fará sozinho. Uma hora ou outra todo mundo tem que atravessar a rua sozinho, mas o que ninguém diz é que do outro lado, de mãos dadas com os nossos maiores sonhos, estão todas as responsabilidades. E olha é ótimo sonhar, mas uma vez que você decide ir, você não pode voltar atrás. Não porque não vão te aceitar, mas porque simplesmente você vai sentir que não pertence mais àquele lugar. E junto com toda essa bagagem, lógico que vai doer, por que quando você vai olhar muitas coisas já passaram e você não deu a mínima para aquilo, agora elas fazem sentido, muitos amigos tomaram outros rumos, alguns se foram, e no final dessa estrada, caro amigo, só resta você e seus sonhos e como acredito que tudo nessa vida tem um objetivo e um causa pelo qual essas coisas deveriam acontecer, eu queria te desejar coragem e muita luz para que nunca lhe faltem motivos para viver e causas pelas quais lutar e que no seu último segundo de vida você possa dizer “ Eu dei o meu melhor”."


Nenhum comentário:

Postar um comentário